HOME BIOGRAFIA NOTÍCIAS CIDADE DE SP TRANSPARÊNCIA BIBLIOTECA VÍDEOS PROJETOS DE LEI MANDATO PARTICIPATIVO CONTATO

Notícias


17/06/2019
Claudio Fonseca faz homenagem a Damazio Gomes da Silva com Prêmio Chico Xavier 2019


Nosso mandato homenageou o advogado Damazio Gomes da Silva com o Prêmio Chico Xavier de Reconhecimento Humanitário 2019. A cerimônia de entrega da premiação aconteceu no dia 17 de junho, no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo.
 
Damazio é advogado no Centro de Direitos Humanos de Sapopemba onde atende, desde 2011, os moradores ao fazer a orientação Jurídica da população em vulnerabilidade social na região.
 
“O advogado e cidadão Damazio Gomes da Silva é um grande exemplo de vida e superação. Egresso do sistema penitenciário formou-se advogado, hoje é mestrando do Direitos Humanos na PUC-SP, e tem desenvolvido através do Centro de Direitos Humanos do Sapopemba, orientação jurídica de caráter voluntário às pessoas em situação de vulnerabilidade social, justamente aqueles que mais precisam”, afirma o Vereador Claudio Fonseca.
 
“E isso é justamente o que representa o Premio Chico Xavier de Reconhecimento Humanitário, criado na Câmara Municipal de São Paulo e dedicado às pessoas ou entidades que se destacaram em atitudes de fraternidade e solidariedade”.
 
O Centro de Direitos Humanos de Sapopemba está sediado no Parque Santa Madalena, na zona leste da capital, mas o trabalho do Dr. Damazio se estende por outras regiões sendo reconhecido em diversos projetos que tratam de atendimento sobre acessos à justiça.
 
“Buscamos garantir o acesso à justiça para a população mais vulnerável através da defesa dos direitos humanos, formação cidadã, articulação, controle social, organização popular e do
atendimento à população da região”, relata Damazio.
 
O Centro de Direitos Humanos de Sapopemba (CDHS) realiza, entre as atividades orientação sobre direitos (família, cível, criminal, trabalhista, previdenciário, consumidor, moradia, saúde), obtenção de documentos para a cidadania, escuta qualificada (mediação de conflitos, visitas, atendimento em psicológico em grupo), educação em direitos, denúncia de violações de direitos, entre outros.
 
O CDH Sapopemba busca ficar mais próximo das famílias residentes em comunidades localizadas na região do Sapopemba, participando de reuniões e assembleias promovidas pelas Associações e Igrejas no sentido de ajudar a orientar as pessoas na solução de seus problemas de caráter pessoal objetivando reintegrá-las às suas respectivas famílias e ao convívio em suas
comunidades.
 
SAIBA MAIS SOBRE A HISTÓRIA DE DAMAZIO GOMES DA SILVA
 
Passar pelo sistema penitenciário cumprindo uma pena que não lhe devia fez com que Damazio Gomes da Silva vivesse a realidade e soubesse exatamente da necessidade de ajudar as pessoas mais pobres a terem acesso à defesa e à justiça. Neste período, Damazio sempre recebeu muita apoio e amor da mãe, da família, dos amigos e do pessoal do CDHS. Para completar este grupo de apoio, em 2008, conheceu Débora, companheira de sua vida que lhe deu muita força.

Vida
Damazio Gomes da Silva, nasceu em Mata Grande (Alagoas), é o mais velho de sete irmãos e migrou com mãe para São Paulo em 1994. No ano seguinte, a família foi morar na favela Jardim Elba, no distrito de Sapopemba.
 
A família enfrentou muitas dificuldades financeiras e pessoais como a separação dos pais. Em 2000, aos 14 anos, Damazio começou trabalhar em uma borracharia onde seu pai tralhava e lhe ensinou o ofício.
 
Aos 18 anos continuava a trabalhar duro na borracharia de domingo a domingo e, um dia, passou por uma situação que iria mudar a sua vida: depois de trabalhar até às 14h de um domingo, foi convidado para dar uma volta de carro com os amigos. Mas o automóvel foi perseguido pela polícia e foi neste momento que Damazio soube que o carro era roubado. Ele foi preso acusado de estar dirigindo, sendo que estava de carona e foi levado à delegacia onde encontrou uma realidade dura e triste – péssimas condições da carceragem.
 
Depois de 15 dias preso injustamente, Damazio recebeu a visita da advogada Valdênia, do Centro de Direitos Humanos de Sapopemba, que passou a fazer a sua defesa. Dois meses depois foi transferido para o Centro de Detenção Provisório de Guarulhos II. Seis meses depois da prisão foi ouvido em audiência no Fórum de Santo André com a orientação do advogado Richard do CDH Sampopemba. Mais dois meses se passaram até que Damazio recebeu a notícia de que voltaria para casa.

No dia seguinte foi até o CDHS para agradecer o pessoal do CDHS e, em especial,  advogado Richard. "Conversamos, e ele me informou que, apesar de ter sido absolvido, o promotor de justiça, que não concordava com a decisão, havia recorrido", relata Damazio. A notícia trouxe pouco de apreensão. O ano era 2005 e ele teve a oportunidade de trabalhar como recepcionista no CDH e voltou a estudar – foi fazer supletivo para terminar o ensino médio e começou a cursar Faculdade de Educação Física, que não foi concluída.

Em 2008, o Ministério Público interpôs recurso e houve novo julgamento e o caso de Damazio foi acompanhado pelo advogado Daniel também do CDH, mas infelizmente os desembargadores acolheram os argumentos do promotor, reformaram a decisão e o condenaram a cinco anos e quatro meses de reclusão em regime semiaberto. Passou pelo Centro de Transição Cajamar e pela Penitenciária III Franco da Rocha e se passaram sete meses até o juiz autorizar o semi aberto.

Damazio ganhou a liberdade em 2010 e no mesmo ano refez o Enem e obteve notas para participar do ProUni. Decidiu que iria cursar Direito. Em março de 2011 foi chamado pela Universidade Cruzeiro do Sul que lhe ofereceu bolsa de 50% para cursar Direito. Damazio recebeu ajuda dos amigos do CDHS e pessoas da comunidade para fazer a faculdade.
 
Durante a faculdade de Direito começou a atuar como orientador no CDH Sapopemba. Terminou o curso em meados de 2015 e, em seguida, foi aprovado na prova da OAB em julho daquele ano. E desde então não parou mais de orientar e defender a população mais carente de Sapopemba e outras regiões.
 
 Veja o breve testemunho:

“Durante todo o tempo do meu curso continuei trabalhando no CDHS, não mais apenas como recepcionista e administrador, mas como orientador jurídico. Conclui o curso de direito no final de 2015 e em 24 de julho do ano corrente passei na primeira fase do exame de Ordem dos Advogados do Brasil.
Meu sonho é ajudar minha mãe a ter sua casa própria, ajudar meus irmãos nos seus estudos e retribuir, de alguma forma, a oportunidade que tive para outras pessoas.
Agradeço primeiramente a Deus e, depois à minha família, que no meio de todas as dificuldades sempre estiveram do meu lado. Agradeço imensamente o Richard, Valdênia, Renato, Pe. Nikolau, Pe. Adriano, André, Chiquinho, Daniel e todos(as) que fizeram e fazem parte da entidade CDHS, inclusive cada pessoa que eu já atendi, pois tenho certeza que jamais teria crescido como pessoa e como cidadão se não tivesse tido a oportunidade de atendê-las.
Obrigado a todos aqueles que sempre acreditaram em mim.
Damazio Gomes da Silva”
 
 

 
 


Deixe abaixo seu comentário.

Endereço:

Viaduto Jacareí, 100 - Bairro Bela Vista
CEP 01319-900 - São Paulo
Sala 615 - 6° andar

Telefone:

3396-4265 (11) 9 5455-9526