HOME BIOGRAFIA NOTÍCIAS CIDADE DE SP TRANSPARÊNCIA BIBLIOTECA VÍDEOS PROJETOS DE LEI MANDATO PARTICIPATIVO CONTATO

Notícias


27/05/2019
8ª Mostra Ecofalante tem exibição gratuita de filmes em 14 CEUS e salas de cinema em SP


A 8ª Mostra Ecofalante, que tem o apoio do mandato do Vereador Professor Claudio Fonseca, é considerada a mostra sul-americana mais importante sobre o tema socioambiental. "A Educacão Ambiental é muito importante para a formação de todos nós. E, além da sala de aula, ela pode se dar nas salas de cinema. Este é um dos motivos para que o nosso mandato apoie, pelo segundo ano consecutivo, a Mostra Ecofalante que está em sua 8ª edição", afirma Claudio Fonseca.

Neste ano, em sua maior edição, a 8ª Mostra Ecofante  apresenta 133 filmes de 32 países com a temática socioambiental com exibição GRATUITA em 14 CEUs (Centros Educacionais Unificados) da Secretaria Municipal de São Paulo e diversas salas de cinema na cidade de São Paulo. Todas as atividades gratuitas acontecem de 30 de maio a 12 de junho. A mostra celebra a Semana Nacional do Meio Ambiente e o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 5 de junho. Veja a programação escolha os filmes e chame os amigos.

Além dos 14 CEUS, recebem os filmes gratuitos da 8ª Mostra Ecofalante espaços públicos como o Circuito SP Cine: Cine Olido, Centro Cultural São Paulo, Cidade Tiradentes, seis Casas de Cultura, três Centros Culturais da Prefeitura, e salas de cinema da Reserva Cultural, Espaço Itaú de Cinema - Augusta, Centro Cultural Banco do Brasil e Sesc Campo Limpo. Segundo os organizadores, ao todo são 40 espaços de exibição, além da presença na plataforma Spcine Play.

No programa da 8ª Mostra Ecofalante há o 2º Seminário de Cinema e Educação, o Panorama Histórico apresentando o ciclo: A Crise das utopias e o cinema militante pós-68; faz homenagem ao cineasta brasileiro Silvio Tendler; traz a Mostra Brasil Manifesto; sete debates no Panorama Internacional Contemporâneo; lançamentos na Competição Latino-Americana; o Concurso Curta Ecofalante com filmes concorrentes de vários estados, sessões para as crianças com animações internacionais e filmes com realidade virtual, entre outros.

Participe!


Veja os destaques*
*
informações da Assessoria de Imprensa da 8ª Mostra Ecofalante 2019:

2º Seminário de Cinema e Educação
Uma reflexão sobre o potencial pedagógico do uso do cinema na escola, em uma realização do Sesc São Paulo e da Ecofalante. O teórico e professor de cinema Ismail Xavier ministra a masterclass “O Que o cinema ainda tem a ensinar às novas gerações”. Já o professor da Unesp de Rio Claro César Leite aborda “O que pode o cinema na escola? Experiências, corte, montagens, espacialidades e encontros”. O Seminário acontece nos dias 3 e 4 de junho, no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo.

Sessão Infantil
Traz cinco curta-metragens exibidos em grandes e importantes festivais internacionais, como o Short Film Corner do Festival de Cannes, Festival de Animação de Annecy, Animamundi e Dok Leipzig.

Sessão Realidade Virtual
Exibe projetos que se valem dessa nova tecnologia e expandem os limites da linguagem audiovisual para dar ao espectador a sensação de que ele foi transportado para um outro espaço e uma outra realidade. Participam “Mudanças Climáticas: O Preço do Banquete” (Brasil), que viaja aos confins da terra para descobrir as pessoas e os lugares mais atingidos pelas mudanças climáticas, e “Micro-Gigantes” (China), uma animação realista que permite experimentar o ecossistema a partir da perspectiva única do “micro mundo” dos insetos. 
 
Panorama Histórico
A Crise das Utopias e o Cinema Militante Pós-68 com obras primas assinadas por diretores como a franco-belga Agnès Varda, o italiano Michelangelo Antonioni, o francês Chris Marker, os norte-americanos Frederick Wiseman e Robert Kramer e o brasileiro Glauber Rocha, entre outros. Inédita, a seleção reflete sobre o mundo e a sociedade que se seguiram à grande efervescência cultural dos anos 1960. Entre os destaques, estão “Zabriskie Point”, sobre o contexto cultural da época; “Uma Canta, A Outra Não”, filme militante e um musical feminista; os vencedores do Oscar “Os Tempos de Harvey Milk” e “Corações e Mentes”; “O Leão de Sete Cabeças”, que Glauber Rocha dirigiu em um país africano fictício; e “O Fundo do Ar é Vermelho”, um balanço das utopias daquele que foi um século de luta e resistência. A retrospectiva traz ainda em primeira mão a versão restaurada do clássico de Guy Debord, "A Sociedade do Espetáculo" e ainda a versão restaurada pelo Instituto Arsenal da Alemanha do filme de Ruy Guerra "Mueda Memória e Massacre", filmado em Moçambique no momento que se seguiu à sua libertação nacional. "Abrigo Nuclear" de Roberto Pires, que será igualmente exibido em cópia restaurada também faz parte da programação. O Panorama Histórico tem apoio da Embaixada da França no Brasil e do Instituto Goethe.

Homenageado ao brasileiro Silvio Tendler
Mostra com onze títulos, incluindo obras de referência como “Os Anos JK - Uma Trajetória Política” (1980) e “Jango” (1984), duas das maiores bilheterias do cinema documental brasileiro de todos os tempos. A programação inclui ainda “Dedo na Ferida”, grande vencedor da 7ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental na categoria ‘Longas' da Competição Latino-Americana, “O Veneno Está na Mesa” e  “O Veneno Está na Mesa 2”, além do recente “O Fio da Meada”, que estréia na Mostra e que aponta alternativas viáveis de produção de alimentos saudáveis. Estão na programação, entre outros, “Encontro com Milton Santos ou O Mundo Global Visto do Lado de Cá” e “Glauber o Filme, Labirinto do Brasil”. 

Mostra Brasil Manifesto
Traz títulos recentes assinados por diretores brasileiros de destaque, como “Amazônia, o Despertar da Florestania” da atriz Christiane Torloni e do cineasta Miguel Przewodowski; “Frans Krajcberg: Manifesto”, da realizadora Regina Jehá; a nova produção do premiado diretor Orlando Sena, “A Idade da Água”; o inédito “O Amigo do Rei”, de André D’Elia, (diretor de “Ser Tão Velho Cerrado”, vencedor em 2018 do prêmio de público da Mostra Ecofalante); e o longa-metragem, assinado por André di Mauro, “Humberto Mauro”, homenagem ao importante realizador pioneiro.

Panorama Internacional Contemporâneo
O programa Panorama Internacional Contemporâneo, um dos principais focos da programação do festival, reúne 44 obras e se organiza em sete eixos temáticos: Cidades, Economia, Povos & Lugares, Recursos Naturais, Saúde, Sociobiodiversidade e Trabalho. Entre os destaques está “Frente Atômica”, sobre cidadãos de uma cidade estadunidense que lutam contra a negligência governamental que permitiu um lixão radioativo em seus quintais, “Ecos de Istambul”, sobre vendedores ambulantes de Istambul que tem sua cultura e sua própria subsistência ameaçadas pela gentrificação; “Jane” , filme sobre a pioneira primatóloga Jane Goodall que utiliza imagens de arquivo de mais de 50 anos da National Geographic, “Antropoceno: A Era Humana”, selecionado pelos  festivais de Berlim e Sundance; “Vulcão de Lama: A Luta Contra a Injustiça”, da diretora Cynthia Wade, ganhadora do Oscar em 2008;  "Pra Cima, Pra Baixo e Pros Lados: Cantos de Trabalho”, que retrata uma aldeia no estado indiano de Nagaland; “A Verdade Sobre Robôs Assassinos”, que  mostra como os humanos estão se tornando cada vez mais dependentes de robôs, e “Eldorado”, obra premiada no festival de Berlim inspirada com uma criança refugiada italiana.

Competição Latino-Americana
Um total de 24 produções estão incluídas na Competição Latino-Americana deste ano, representando obras da Argentina, Brasil, Colômbia, México, Peru e Venezuela. No júri, estão os cineastas Tadeu Jungle e Lina Chamie, além do crítico Heitor Augusto.

Concurso Curta Ecofalante
Reúne 13 títulos, com trabalhos produzidos em Alagoas, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, São Paulo e Santa Catarina, completando todas as regiões do país.   

 


Deixe abaixo seu comentário.

Endereço:

Viaduto Jacareí, 100 - Bairro Bela Vista
CEP 01319-900 - São Paulo
Sala 615 - 6° andar

Telefone:

3396-4265 (11) 9 5455-9526